Home > as cats > SUZAN SALVATTORE

suzan 21Antes eu queria um corpo sexy, atraente e bonito, que chamasse atenção e despertasse olhares.
Depois do câncer tudo o que eu mais queria era somente voltar a ter um corpo sadio.
Antes eu queria uma vida de sucesso.
Depois do câncer eu passei a querer uma vida normal, onde eu pudesse estar ao lado das pessoas que amo,onde eu pudesse ver o pôr do sol, assistir um jogo de futebol,  ficar em casa vendo filme e pudesse continuar seguindo forte e firme.
Antes eu reclamava das refeições.
Depois do câncer eu passei a agradecer  a Deus pela comida na mesa e por não precisar mais de terceiros para me dar comida na boca.
Antes eu queria mudar a cor e o estilo do meu cabelo. Depois do câncer eu só queria poder tê-lo de volta como era antes. Só queria poder voltar a penteá-lo ou ficar com ele daquele jeito logo após acordar pela manhã, porque era muito triste me olhar no espelho e não vê-lo mais.
Antes eu reclamava por tomar um remédio porque sempre achei que tomar remédio era tão ruim quanto levar injeção na bunda.

SUZAN 22

Depois do câncer, posso dizer que já cheguei a tomar cerca de 15 comprimidos por dia, obrigada (?) e sem nem fazer birra e  perdi as contas das inúmeras injeções e agulhadas que tomei no decorrer do tratamento, em várias partes do meu corpo.
Antes eu era rebelde, mentia, era preconceituosa,  julgava as pessoas pela aparência e sem nem se quer conhecer,  falava as coisas para magoar quando estava chateada e não me importava com quem eu ia ou não magoar com minhas palavras e atitudes.
Depois do câncer o que eu mais queria era poder rever essas pessoas, ter tempo de pedir desculpas e perdão a elas por tudo o que fiz e por toda a raiva ou dor que causei, de alguma forma.

suzan 8
Antes eu tinha medo de engravidar e depois do câncer tudo o que eu mais queria era viver para poder me tornar mãe um dia, porque não queria partir um dia sem deixar um pedacinho do meu ser dando continuidade a minha família.
A gente nunca sabe como será o nosso amanhã e não podemos nos esquecer disso.
No início eu reclamava das minhas cicatrizes de veias estouradas e resultado de alergia aos medicamentos. Mas hoje posso dizer que elas são marcas de um grande milagre e de ensinamentos de Deus.
Antes eu não gostava de hospital e continuo não gostando nem um pouco, mas ele foi minha casa na maior parte do tempo e os enfermeiros, médicos, vigias, zeladores e outros pacientes, os meus vizinhos.
Antes eu reclamava por ter que trabalhar e estudar, achava tudo muito cansativo e só queria poder ter tempo para relaxar. Mas depois do câncer trocaria todo esse tempo de descanso para não ter que ficar parada. Daria tudo para poder voltar a trabalhar, malhar e estudar. A jogar futebol, pular corda, ir a banhos.

suzan 6

Ao longo desse tempo e desses acontecimentos eu pude aprender muitas coisas.
Aprendi a enxergar a vida de um modo diferente. Pude ver a solidariedade das pessoas e me dar conta de que existe mais pessoas boas do que más no mundo. Pude ver como essas pessoas foram (e são) solidárias comigo nos momentos difíceis. E não somente comigo, mas com outras pessoas, também!
Pude me aproximar de várias pessoas de uma maneira que, talvez, eu nunca teria feito em outras circunstâncias. Afinal, só vou até onde as pessoas me permitem ir com elas e não gosto de forçar a barra para fazer amizades ou para poder interagir com as pessoas. Aprendi que tudo deve ser recíproco quando se trata de amizade e convívio com as pessoas.
Pude conhecer pessoas que nunca vi na vida, mas que se tornaram como irmãos, grandes amigas e grandes amigos.
Pude perceber que poucos amigos “não irão” te virar as costas “quando você mais precisar”. Que a vida pode virar um cáos em questão de segundos, horas e dias. E que a gente precisa estar preparado para lidar com as situações desagradáveis e difíceis na vida.

Eu pude ver que existiam e existem pessoas com problemas e doenças piores que os meus e a minha e, que por isso ao invés de apenas reclamar, eu deveria começar a agradecer à Deus por cada momento, por cada dificuldade e por cada benção.
Aprendi que mesmo sendo católica, pertencendo a outra religião eu deveria ser grata por cada oração que as pessoas fizeram por mim, pessoas das mais diversas crenças e religiões, porque todas as orações foram um ato de carinho e solidariedade, e claro que foram bem recebidas por Deus e por mim.
Eu aprendi e senti na pele que não é só o gay, a lésbica, travestI, o negro ou o deficiente físico que sofre com o preconceito.
Sendo ricas ou pobres as pessoas com câncer, também são alvos de preconceito por parte daqueles ignorantes e amargurados da sociedade, que tem um câncer no caráter e caraminholas no cérebro. Ah! E que o câncer afeta ricos e pobres. Ele não escolhe a classe, a cor, o sexo nem a crença, ele simplesmente vai lá e páh! Faz suas vítimas e a gente não tem como mudar isso.

Entendi e aceitei que eu não fui e nem serei a única pessoa no mundo diagnosticada com câncer. E que infelizmente, muitas dessas pessoas lutam tanto contra essa doença, que seus corpos não aguentam mais e elas partem sem aviso prévio. Foi assim que vi partir amigos e amigas que fiz durante o tratamento. E não posso negar que tive medo de ir embora para sempre, também.

SUZAN 01
Ouvindo relatos de trocas de experiência com as amigas guerreiras, me dei conta de que não é todo namorado, noivo ou marido que aguenta a barra de permanecer com você e de levar o relacionamento à frente com você tendo câncer; passando mal, emagrecendo, perdendo o cabelo, sem poder se relacionar intimamente por vários meses. E que eu tive muita sorte de ter comigo um homem, um esposo e eterno namorado para estar ao meu lado na alegria e na tristeza, na saúde e principalmente, na doença. Porque sei o quanto foi difícil e ele esteve do meu lado o tempo todo.

SUZAN 02
Aprendi que a alimentação durante o tratamento chega a ser quase intragável porque o apetite some. Mas que é preciso se alimentar mesmo assim para que o corpo não fique ainda mais fraco e debilitado. E que tomar sopa “quase” sem um pingo de sal é melhor do que passar fome. Que aqueles sucos estranhos de couve com laranja, alface e beterraba sem um pingo de açúcar, realmente ajudam, assim como aqueles chás caseiros de raiz de açaí.
Confesso que só de falar nisso já me dá ânsia de vômito, porém isso tudo me ajudou muito a manter minha força física. Não desejo essa dieta nem ao meu pior inimigo, mas ela me ajudou e só posso ser grata.

SUZAN 04
Percebi que nunca na vida havia comido tanta beterraba, nem tomado tanto suco de graviola e água de coco como tomei ao longo desse tempo. E ainda pude sentir o que um cachorro sente ao ficar te olhando comer maminha, coxa de frango e churrasco. Comer isso na frente deles chega a ser maldade de nossa parte. Não foi fácil ver o povo comendo gordices na minha frente sem eu poder comer nada daquilo.
E eu ficava com a saliva grossa de tanta vontade.
Aprendi ainda  que durante o tratamento, seguir a dieta médica é fundamental, porque todas as vezes que comi o que não podia eu passei mal e tive uma piora.

Suzan 20
Aprendi ainda palavrinhas como medicação vermelha, medicação branca, cateter, linfoma,cefaleia, linfoblastos, plaquetograma e outras mais que são várias para citar. Vi meu xixi ficar azul, vermelho, amarelo, branco. Parei de menstruar por um tempo. Vi minhas partes intimas ressecarem, e doerem muito até para defecar. Vi ainda minha boca ficar tão ferida a ponto de eu nem conseguir comer nada sólido. Vi saírem ínguas por várias partes do meu corpo. Vi eu ir dormir e acordar suada a ponto de parecer que tomei um banho em cima da cama. Vi me dizerem que eu estava com virose, com dengue, com infecção, com dengue, com dengue e com dengue até terem o diagnóstico correto de que se tratava de leucemia linfócita aguda do tipo B, e que eu precisava iniciar a quimioterapia de imediato porque já estava avançando e o risco de piora e óbito era claro.

SUZAN 3

Pude aprender ainda que alguns médicos e enfermeiros, zeladores,cozinheiras, vigias e pacientes podem se tornar seus amigos para vida toda se você souber cativá-los e eles a você.
Entendi que a “família” vai estar com você  perto e até mesmo longe, ainda que não seja a melhor família do mundo ou a mais perfeita família. Família é tudo! E não te vira as costas nos momentos de necessidade, pelo contrário, ela fica mais unida, nem que seja só naqueles momentos de dificuldades. O importante é que ela fica com você, do seu lado.

Eu perdi amigos para o céu, ganhei amigos novos e vi os amigos antigos me abandoarem.
Eu perdi o cabelo, os pêlos do corpo, mudei de cor, quase fiquei cega como um amigo com câncer ficou, emagreci, fiquei depressiva, quis morrer e quase morri.
Eu tive oscilações de humor fora do normal e piores que TPM.
Em alguns momentos estava alegre, confiante, depois ficava raivosa, triste, para baixo, não queria ver ou responder ninguém. Queria apenas chorar e ficar sozinha.
Eu tive que tomar combinações de medicações diferentes até achar a que não me causasse reações alérgicas.
Eu fiquei com feridas no corpo, na boca, com hematomas que pareciam típicos de agressão física nos braços, barriga, costa e pernas. Eu perdi 5 kg mais rápido do que quem malha em 5 meses para perder 2kg. Eu senti meus ossos quase quebrarem por diversas vezes, de tanto que doía todo meu corpo, meus ossos mesmo doíam. É uma dor quase insuportável. Dói tanto que te faz ficar irritada com tudo enquanto você sente dor.
Eu me vi numa fase depressiva terrível, não queria comer, nem tirar fotos, nem ver ninguém, nem responder ninguém, não queria saber de celular, de facebook, de whatsapp, ligação e nem sms, de absolutamente nada, além de chorar, chorar, chorar e de querer ficar sozinha, querer sumir.

suzan 11

Eu me fechei numa amargura querendo entender porque as piores coisas só aconteciam comigo! E quando digo piores, são coisas ruins mesmo.
Mas ver crianças de 6 meses, de 2,3 e 5 anos lutando e com um sorriso lindo no rosto, me ajudou a olhar as coisas de forma diferente.
Decidi lutar! Sorrir mais e mesmo chorando e oscilando o humor quase sempre,  eu mantinha firma a esperança de que tudo ficaria bem.
suzan 14Passei a gostar da careca e a rir me olhando com as orelhas enormes em frente ao espelho. Quando a brisa do vento batia na careca, eu só faltava ter um orgasmo de tão gostosa que era a sensação. Agora desenhar as sobrancelhas era “uó do borogodó”. Além de eu fazer mal feita, quando eu suava ou passava  a mão na testa, eu borrava tudo e só me dava conta quando olhava no espelho ou alguém me dizia. Os lenços rosas sempre foram meus favoritos. Não é por ter apenas um, é por gostar de rosa mesmo. Por isso 99% das fotos é de rosa e usando lenço rosa. Fora a parte em que eu não tinha cabelo, que foi a época em que só me acorrentando e me dopando alguém tirava foto de mim careca e verde (fiquei mais escura), que foi a época em que eu não gostava de tirar fotos. Infelizmente perdi 99% das fotos do meu tratamento todo, quando fui assaltada e roubaram meus pertences e meu celular onde estavam todas as fotos desde o resultado da biópsia até as fotos do tratamento quase todo. E não consegui recuperá-las.
Mas voltando ao assunto…
Já observaram que as horas parecem não passar dentro de um hospital?  A gente perde a noção do tempo sem saber se é dia ou noite, principalmente se estiver sem o celular e sem relógio. E se o seu leito ficar em uma ala onde não tenha uma janelinha de vidro sequer, pior ainda.

Bom, eu poderia citar 15627262728 coisas que aprendi depois do câncer, mas meus dedinhos agora se cansam rápido. Preciso me readaptar a escrever para acostumar os dedos.
Só posso dizer que aprendi  muito depois do câncer.
Continuo um ser humano falho, uma menina-mulher que não leva desaforo para casa e que tem seu gênio forte, continuo com muitos defeitos, porém sou uma jovem que agora vê a vida e as pessoas com outros olhos. E que buscará ao máximo, semear mais coisas boas do que ruins por onde passar.

suzan 2

Com tudo isso que me aconteceu, compreendi que muitas das vezes, a gente fala e faz  coisas sem pensar.
Afinal, Somos humanos e todo ser humano é falho. Comete seus erros, causa seus males, faz coisas erradas.
Mas quando você chega a beira da morte e se vê diante de segundos de fechar os olhos e nunca mais poder abrí-los, quando você vê a morte a poucos passos de você, tudo o que você mais deseja é uma segunda chance para poder continuar vivendo. Para poder fazer tudo diferente. Você se agarra a sua fé e ao desejo e a esperança de que vai seguir firme e forte porque quer continuar com seu coração batendo.
A gente se dá conta de que não precisa de muito para ser feliz.
A gente percebe que status,dinheiro, belos homens,  beleza física, riqueza, fama e poder podem até parecer importantes e fazer a diferença na vida em sociedade. Mas que isso não é o mais importante na vida da gente. Porque quando a gente morrer não vai levar nada disso para onde formos. E se vamos para o céu ou o inferno só Deus sabe e só nossas ações aqui dirão.
Viemos do pó e ao pó retornaremos.
A gente se dá conta de que o mais importante na vida, são as coisas que fizemos, a ações que realizamos. As pessoas que cativamos, que aprendemos a amar e a cuidar, a valorizar, as pessoas que ajudamos, que tornamos felizes durante nossa estadia aqui nesse plano.
Porque tudo de bom que realizamos ainda que não seja lembrado o tempo todo, não será esquecido e será lembrado por aqueles de quem conseguimos conquistar o respeito,  o carinho, o amor e a admiração. Por aqueles que amamos e por quem fomos amados, admirados e respeitados.

suzan 3

Restarão as lembranças,  as nossas lembranças, as lembranças de tudo o que semeamos em vida, de tudo o que distribuímos ao nosso redor.
Todos nós recebemos de Deus exatamente aquilo que precisamos. Só não sabemos enxergar e entender da maneira correta no momento das dificuldades e problemas.
Cada dor, cada decepção, cada momento de alegria e raiva, de risos e lágrimas,  de notícias boas e ruins… Tudo faz parte de um plano maior, tudo faz parte dos projetos de Deus para nossa vida. Ele nunca nos dá um fardo maior do que podemos suportar.
Absolutamente tudo o que vivenciamos no dia-a-dia faz parte de um plano, tudo é lição,  tudo é aprendizado! Tudo ensina e nada acontece por mero acaso.
Nunca é tarde para aprender e para entender mais sobre a vida.
Nunca é tarde para parar de reclamar de tudo e começar a  agradecer por tudo . Porque se você acha que só você sofre no mundo, que só você enfrenta dificuldades e passa por problemas, saiba que está muito enganado (a). Existem pessoas em situações muito piores que a sua e que a minha. E ainda assim, continuam tendo fé e esperança de que tudo se resolverá. De que Deus fará o que for melhor.
Por isso, ao invés de só reclamar comece a agradecer. Agradeça pelo salário,  pela sua família,  pelo seu trabalho,pelo alimento, pela roupa para vestir, pela cama para dormir, por sua moradia, por cada parte do seu corpo, pelas pessoas que estão do seu lado, pela vida que você tem, pela oportunidade de viver mais um dia, todos os dias, pois muita gente queria ter essa chance e não tem. Muitas pessoas queriam ter um pouco de tudo o que você tem e não podem, não tem.

Reclame menos e agradeça mais.
Nunca esqueça que Deus sempre sabe o que faz!

suzan 10

Não perder as esperanças, não perder a “FÉ”, “ESPERAR EM DEUS”, “CONFIAR EM DEUS POR MAIS DIFÍCIL QUE SEJAM AS DIFICULDADES E PROBLEMAS”, porque tudo na vida é lição e tudo gera aprendizado, seja para bem ou para mal. Tudo ensina, tudo nos ajuda a evoluir.
Minha fé em Deus e reconhecer o quanto fui falha, pedir perdão e uma nova chance, o imenso amor e poder de Deus, os própositos que firmei de ser uma pessoa melhor e de buscar fazer o melhor pelo meu semelhante, de aprender a perdiar e reconhecer meus erros, isso me ajudou a estar aqui e agora falando disso.
Mas não posso deixar de reconhecer e agradecer como já fiz, aos médicos e enfermeiros, que cuidaram de mim, que corriam para me socorrer quando eu piorava, que fizeram tudo o que estava ao seu alcance para salvar minha vida. Nem aos cozinheiros, zeladores, pacientes que foram pessoas carinhosas e gentis comigo. Nem a minha família, aos amigos e seguidores do facebook, do instagram, do google+, as pessoas famosas e não famosas, as pessoas conhecidas e desconhecidas que torceram por mim, à todas essas pessoas maravilhosas que oraram,choraram, vibraram e que torceram pela minha recuperação, a elas também devo gratidão e elas também foram um grande apoio e um incentivo a mais para eu continuar lutando.
Agradeço a Deus e a todos esses anjos que posso chamar de amigos.

Deus é INCRÍVEL! Não podemos vê-lo mas Ele se faz presente na nossa vida todos os dias. E nos ama incondicionalmente.
Seu amor por mim me ajudou a ser mais forte do que a Leucemia. E palavras de agradecimento nunca serão suficientes para expressar minha gratidão. Procurarei demonstrar isso com ações pelo resto da minha vida.

Não importa qual seja o seu problema, se sua fé for maior do que seu medo de não conseguir enfrentá-lo, pode acreditar que você é capaz de realizar o que muitos acreditam ser impossível.
Deus é o médico das causas possíveis e impossíveis.

SUZAN

E sabe por que digo isto?
Porque quando fui vítima de um engano brutal e fui espancada e estuprada há 5 anos atrás, eu poderia ter morrido se não houvesse desmaiado e aparentando estar morta. As pessoas que me fizeram isso, poderiam ter me matado. Mas Deus me livrou, meus batimentos diminuíram, talvez, eu tenha até morrido por alguns minutos, não lembro, eu simplesmente apaguei, havia sido chutada, cuspida, sodopisada, violentada da forma mais cruel possível, a dor e o desespero era tão grandes que eu já nem conseguia me mexer, nem gritar, senti meu corpo adormecer, meus olhos se fecharam não sei por quanto tempo, quando acordei sentia muita dor, mal conseguia enxergar, senti uma pilha de mato e lixo em cima de mim, mas não me mexi por medo de que ainda estivessem ali. Naquele momento eu queria morrer, desejava morrer com toda minha alma, mas não morri, por algum motivo o Senhor me deu livramento. Consegui sobreviver, buscar ajuda e ser socorrida. Infelizmente, meus algozes não foram punidos como deveriam. Uns por serem menores de idades, não puderam ser presos, os outros dois qilue abusaram de mim, foram presos e condenados a 12 anos e meio, mas não cumpriram nem 4 anos, devido a uma falha no áudio dos depoimentos, o defensor deles recorreu e eles foram soltos em 2014. Podendo fazer novas vítimas. Infelizmente, a justiça brasileira é falha. Um menor pode torturar, estuprar e matar e não pode ser punido.
Deus me livrou, deste ocorrido. E hoje sei porque tudo isso me aconteceu. Eu era revoltada, gostava de ir na onda de coleguinhas, de amizades, queria estar na festa sendo menor de idade, ficava na rua fora de hora, e quando isso me aconteceu, me vi sem os colegas e amigos que me chamavam para festa, para rua. Vi que só minha família não me abandonou. Isso foi uma lição dolorosa, mas que me ensinou a mudareu eu, passei a não ir mais pela cabeça dos outros, me afastei de todos que não eram bons para mim, passei a ler mais, a ficar mais em casa e a ser feliz sem precisar cair na noite para isso.

E com o câncer aprendi uma nova lição! Aprendi a enxergar a vida de uma forma diferente, aprendi a não julgar as pessoas sem conhecê-las. Aprendi a dar ainda mais valor para minha vida.

suzan 4Alguns médicos dizem que certas doenças estão relacionadas ao estado emocional da pessoa, que algum fator psicológico pode desencadear um problema no fígado, no coração e outros. Inclusive algumas pessoas disseram que o leucemia poderia ter sido desencadeada por conta deste trauma na minha vida. Na verdade, eu não sei. Fiquei traumatizada sim. Lembro disso todos os dias, e mais ainda quando vejo casos parecidos nos jornais ou ouço pela vizinhança, mas hoje lembro dessa parte do meu passado, como um motivo a mais para me ajudar e para ajudar jovens e mulheres que já passaram e passam pelo mesmo. Para que elas não desistam. Para que não se deixem afundar por isso  por mais doloroso, triste e difícil que seja.

Venci o trauma do estupro, venci a leucemia e tudo isso devo a Deus, minha família e a todas as pessoas qie acompanharam de perto essa trajetória da minha vida até aqui, me passando força, orando por mim, me oferecendo  um ombro e sendo amigas de verdade.

E quando digo que tudo na vida é lição e que tudo gera aprendizado, é porque eu já senti na pele o efeito dessa frase.
Quando digo que Deus sempre sabe o que faz, mesmo que de imediato a gente não consiga compreender, é porque Ele sabe. E Ele só dá grandes batalhas a grandes guerreiros. Como dizem: “Deus não escolhe os capacitados, ele capacita os escolhidos”.
Cada pessoa vitimada por um abuso sexual ou pelo câncer, pode ser instrumento de Deus para ajudar outras pessoas a superar e enfrentar o mesmo, sem perder a fé.
Somos vítimas destes acontecidos. Mas não devemos ficar nos vitimizando, pelo contrário, precisamos nos revestir da armadura chamada fé e seguir com o espírito revigorado para mostrar aos nossos medos, as nossas dores e traumas, e conflitos internos que eles não irão nos fazer desistir de viver e nem de seguir em frente, para construir nossa história de força, garra e superação.

Nunca duvide do poder de Deus. Nunca ache que o seu problema é maior do que o Deus que reina nos céus. Nunca,  hipótese alguma perca a sua fé porque, as vezes, a nossa fé a única coisa que nos resta.
Tudo é possivel aquele que crer, nada resiste ao poder da oração.
Quando sua dificuldade for grande, procure um cantinho onde possa ficar a sós e ter o seu momento com Deus, ore, louve, chore, coloque aquele hino, aquela musica tranquila e chore, desabafe com lágrimas, porque ele também ouve nosso silêncio!

Nunca duvide do poder de Deus.
E nunca duvide da sua própria capacidade de vencer e de se autosuperar. Entre o problema e se fazer de vítima, escolha sempre ser a pessoa guerreira que não se entrega facilmente.

Um grande beijo direto aos seus corações.
A luta vai continuar, mas o pior já superei e já venci!

– A. Suzan (Sú)

Comentários

comentário

Deixe um comentário