Home > as cats > SAMARA BALSAN
Oi Cat Flavinha

 Meu nome é Samara Tessaro Balsan, tenho 26 anos moro em Chapecó/SC e essa semana passei pelo meu oitavo ciclo de quimioterapia, e quando cheguei no local onde realizo as aplicações me deparei com o seu livro. Como esse ciclo que faço dura 5 dias tive tempo de sobra para ler ele inteirinho, e confesso que me surpreendi quando cheguei a final da leitura e percebi como foi leve e gratificante saber um pouco da sua história e pensamentos (me identifiquei com muitos) e por isso decidi lhe escrever esse email primeiramente para parabenizar o lindo trabalho que tens feito servindo como inspiração para muitas de nós e também para contar um pouco da minha jornada nesse tratamento difícil mas que nos traz dias floridos dependendo de como decidimos enfrentar tudo isso. Fui diagnosticada em abril desse ano com um sarcoma de edwing/ PNET na pleura do pulmão, algo totalmente incomum e muito raro (porque eu gosto de me sentir especial em qualquer situação que passo em minha vida então agora não poderia ser diferente né? kkkk), passei por uma cirurgia gigantesca no qual precisei tirar o pulmão esquerdo o diafragma e o pericárdio pois todos estavam comprometidos pela doença.. mas graças a nosso grande poderoso DEUS sai viva do procedimento e os médicos consideraram minha recuperação fantástica, após essa batalha, ainda muito desconfortável fisicamente e confesso que com muito medo comecei as quimioterapias.Como se trata de algo muito raro tudo é novidade até para os médicos e isso me assusta as vezes, pois já é complicado você saber que está com câncer, e digerir que temos 8 ou 9 casos semelhantes ao seu no mundo não foi e nem é ainda a tarefa mais fácil… Mas como li no seu livro também acho que a morte andou me sondando mas não acha espaço pra se instalar, pois a vontade de viver é tão grande que acho que produzimos uma dose extra de força e coragem. Mas enfim queria deixar aqui a minha colaboração de como estou tentando enfrentar esse desafio da melhor forma que encontrei, infelizmente tive que me afastar da minha profissão que tanto amo, sou dentista, então estamos frequentemente nos submetendo a exposição de pacientes que podem estar com um resfriado ou algo do gênero, e como meu tratamento praticamente elimina todo sistema imunológico achamos mais prudente fazer esse afastamento (que eu sei que é temporário, morro de saudades dos meus pacientes e da minha rotina). Enfim pensei, já que a vida me deu essas férias forçadas vou aproveitar pra fazer coisas que sempre tive vontade mas não tinha muito tempo devido a odontologia. A primeira delas foi encomendar um piano e começar aulas em casa, e já se tornou mais uma paixão que sei que não vou largar mais, recebi convites para fazer algumas fotos também, um ensaio LINDO com minhas duas melhores amigas, (uma delas aliás raspou a cabeça no mesmo dia que eu decidi raspar, e foi uma das provas de amor mais sinceras que já recebi na minha vida),  confesso que esses ensaios associado a todo apoio e mensagens que recebi de pessoas muito queridas me fazem perceber que a autoestima o autoconhecimento e a maneira como você decide olhar pra si todo dia no espelho e tentar ao máximo não se sentir doente faz toda diferença. Não fazer do tratamento a sua rotina, incluir ele nela, com todos os cuidados devidos e dar tudo de si para seguir ele, afinal quando passamos por um desafio como esse não é igual a  um jogo de video game que podemos dar um start pra pensar ou pular a fase, a realidade é dura e tá ai todo dia batendo ponto na tua cuca, te lembrando  o que estás enfrentando, então acredito que a melhor saída mesmo é aceitar esses pensamentos, os medos , mas não deixar eles dominarem todos teus momentos, porque a vida não acabou, e como muitas coisas não podemos mudar, vamos olhar pras que são possíveis de serem controladas por nós, aproveitar o AGORA,  o passado esse não volta, o futuro só Deus sabe o que pode acontecer, então cats por mais difícil que seja, vamos tentar fazer com que nossos dias bons sejam aproveitados da melhor maneira possível e que nossos dias mais azedinhos sejam vivenciados apenas por desconfortos físicos, que nosso espírito se mantenha elevado e positivo sempre, e que possamos juntas nos darmos a força necessária para nunca deixar de ACREDITAR na vida. Atualmente eu fiz um blog com intuito também de mostrar belas histórias de guerreiras como nós e também para poder compartilhar um pouco sobre tudo que estou aprendendo nessa fase da minha vida… Ainda esta em construção mas se tiverem interesse segue o endereço: www.umavidacorderosa.com.br ( meu primeiro depoimento do blog é minha inspiração diária… minha mãe, ela teve CA de mama há 4 anos e  contou um pouco da sua história no meu blog). Sigo acompanhando sempre a página da Flavinha e espero que meu depoimento possa ajudar de alguma forma a todas vocês. Um beijo enorme e cheio de carinho.

sam-4 sam sam-3

Comentários

comentário

1 Resposta

  1. Marcelina

    Bah! Samara são pessoas como vc e outras milhares, que travam batalhas diversas, como se fossem Titãs, que me fazem dar valor a cada dia, e às vezes até menosprezar meus “ais, ais”.
    Gente !!! Tua áurea é tão brilhate que até mesmo sem cabelo você consegué ficar linda, ( dá prá ver que cabelo nao é tudo) pra Você é show !

Deixe um comentário