Home > as cats > RENATA GABRIELA
Boa noite Cats, tudo bem?

Meu nome é Renata Gabriela e estou aqui para contar um pouco da história da minha mãe, essa mulher forte, guerreira e um exemplo de vida.
Bom, o nome dela é Zilda Pereira, atualmente com 47 anos. A história dela com o câncer começou em 2006, quando ela tinha 36 anos. A primeira vez, o câncer apareceu no seio esquerdo, foi realizado a cirurgia, mas retirou somente no local. Passado mais ou menos seis meses, foi descoberto o câncer no seio direito, mas foi muio tarde, e ela teve que retirar a mama inteira. Ela toda vida teve cabelão cumprido e enrolado, mas devido as quimioterapias cortou o cabelo curtinho para “evitar o sofrimento” quando ele começasse a cair. E desde então, sua vida não tem sido fácil. Ela trabalhava com aux. de enfermagem e teve que enfrentar muitas barreiras, muitas pessoas que se diziam amigas viraram as costas na hora em que ela mais precisava, pessoas que trabalhavam com ela falavam que ela estava usando essa doença para não trabalhar, ou ainda, que ela não tinha doença nenhuma, tudo era para poder se afastar do serviço. Desde o início do tratamento foi só sofrimento, eu e meus irmãos eramos pequenos, mas me lembro que quando ela tinha que que ir fazer as quimioterapias, ia de bicicleta, lembro também das reações da quimio, de todo sofrimento que ela passou.. Passado esse tempo, vieram novas doenças, e devido a essas doenças, perdeu a função de um rim, problemas na bexiga,  deu metástase do câncer no útero, ela retirou toda parte ginecológica (útero, ovário, trompas), problemas no estomago,no coração, entre outros, e agora, depois e anos, o câncer voltou, agora na mama esquerda de novo. Ela está muito mal, mesmo com toda doença, sempre se manteve em pé, mas agora, com a noticia do câncer novamente, está perdendo a força de lutar. Estou escrevendo como uma forma de homenagem a ela, pra que ela não desanime, pois essa é só mais uma batalha que ela tem que enfrentar, sei que com fé em Deus ela vai vencer essa guerra. Ela é minha vida, eu não gosto nem de imaginar eu perdendo ela pra essa doença. É minha inspiração, meu exemplo, minha companheira, meu tudo.
A luta dela e todo sofrimento me inspira a escrever o meu TCC, estou escrevendo sobre os direitos das pessoas com neoplasia maligna. Hoje, eu faço tudo o que posso para estar ao lado dela, não quero deixa-lá passar por isso sozinha, e sei que através do seu blog ela vai encontrar forças novamente <3.
Atualmente o cabelo está curto, mas já está pensando em deixar ainda mais curto para quando inciar a quimio, o problema na verdade não é tanto o cabelo, e sim, todo o sofrimento que ela vai ter que passar de novo. Conto com à ajuda de todas que já passaram ou passam por isso para dar todo apoio á ela, pois não posso e não quero perde-lá.
obs: estou enviando as fotos dela de antigamente, quando cortou o cabelo pela primeira vez, e as de agora com meus irmãos.
IMG_20160507_224446
IMG_20160507_210757706
IMG_20160507_210747237
IMG_20160507_210728030
IMG-20151012-WA0049

Comentários

comentário

1 Resposta

  1. Rubiane Andressa

    Nossa mãe é sim muito guerreira, eu quero ser metade da mulher que ela é, te amo mae.❤
    Parabéns Gal, por ter escrito pro blog ????

Deixe um comentário