Home > as cats > CRISTIANE DA LUZ
Eu descobri meu câncer graças a um marido medroso e um Deus muito poderoso que me guiou para fazer uma laqueadura. Tentei sem sucesso que meu marido fizesse a vasectomia mas ele nem me deu ouvidos. Ainda bem porque se ele tivesse feito talvez poderia nem estar aqui para contar a história.
Já usava o Diu Mirena há 3 anos e vivia com sangramentos irregulares. Sentia cólicas terríveis esporadicamente, tanto que por duas vezes fui parar numa emergência. Nessas duas vezes fizeram ecografia transvaginal e viram que um dos meus ovários estava aumentado de tamanho mas alegaram que era sangue que estava para descer na mesntruação. Me medicaram e me mandaram par casa sem fazer uma investigação melhor. No meu caso era só fazer o exame de sangue CA 125 que eu teria descoberto esse tumor bem antes dele virar metástase no meu abdômen. Mas como não adianta chorar o leite derramado, vamos aos fatos.
Com sangramentos irregulares e cólicas constantes eu meti toda a culpa no Diu e parti para a laqueadura, mas de fato, esses sintomas eram manifestações do meu câncer e eu não havia entendido os sinais.
Dia 12 de Abril entrei para o bloco cirúrgico faceira, brincando com médicos e anestesistas, logo mais a noite já estaria em casa já que é um procedimento bem simples. Assim que a médica colocou aquela câmera de vídeo para enxergar meus ovários e fazer o procedimento ela se deparou com uma massa cinzenta cobrindo meus dois ovários, um deles maior que o outro. Imediatamente tiraram um pedaço e fizeram a biopsia. Resultado: câncer de ovário maligno.
Fui para a sala de recuperação toda feliz achando que estava tudo certo, em seguida me mandaram para o quarto e dali já liguei para o meu marido perguntando porque ele não estava ali já para me buscar. Ele me disse: ´´amor, aconteceu alguma coisa na cirurgia e a tua médica mandou eu ir para aí agora porque ela precisa conversar com agente.
Não preciso dizer que assim que ouvimos a noticia choramos, nos apavoramos, perguntamos pra ela se eu ia morrer.  Ela não tinha muita informação ainda, apenas me tranquilizou que parecia tratável.
Me deram alta e assim que cheguei em casa fui direto pesquisar no Dr.Google, foi a pior coisa que eu poderia ter feito. Entrei a madrugada lendo coisas terríveis, expectativa de vida e tudo que uma pessoa doente não quer saber. Nessa mesma noite comecei a sentir dores na minha barriga, tanto que não consegui nem dormir. Resumindo, fui parar no hospital uma semana depois de diagnosticada com câncer e tive que ser internada pois minha barriga começou a dilatar e tive que entrar para a cirurgia bem antes do previsto.
Foram 7 horas de cirurgia, meu medico Dr. Márcio Boff estava preparado para uma histerectomia, mas se deparou com vários outros órgãos já atingidos também pelo tumor. Baço, vesícula, apêndice, peritônio e parte do intestino foram retirados. Saí da cirurgia com uma bolsa de ileostomia, que até 1dia antes nunca tinha nem ouvido falar.
A bolsa de ileostomia, chamada carinhosamente pela minha família de Louis Vuitton é disparado o pior de tudo. Hoje eu até convivo bem com ela mas já me debati muito, chorei, esperneei que não queria uma bolsa grudada na minha barriga e que saia fezes o dia todo sem parar. É muito chato conviver com a bolsa mas mais chato ainda é não aceitar sua condição. Com o tempo eu fui me aceitando como um todo, minha magreza pois perdi 10kg, minha Louis Vuitton e claro minha futura carequisse, que já tem dia e hora marcada. Quarta feira dia 29/06 as 10hs estarei dando tchau para minhas medeixas.
Como sofri sabendo que ia ficar careca. Quase mandei meu marido ir procurando outra, ele não ia me aguentar: magra, sem bunda, careca e com uma bolsa grudada na barriga!!! Tchau meu amor, vai com Deus, eu te entendo perfeitamente.
De jeito nenhum!!! Meu marido é um homem(nesse momento parei de digitar porque faltam palavras) ele é incrível, uma fortaleza pronta para me reerguer junto com ele, me deu força, chorou comigo, vibrou com cada vitória minha, e vibra ate hoje. Em relação a minha magreza ele diz que estou no padrão Fashion Week das modelos mais requisitadas do mundo, e sobre minha careca, diz que vou ficar linda e que sou tão estilosa que ate as cabeludas vão querer raspar a cabeça.
Esse amor todo do meu marido, dos meus filhos e toda família em geral faz uma diferença enorme na tua recuperação. Vocêe se sentir amada e importante te faz forte para lutar.
E como lutei! Foram 20 dias internada com as piores dores do mundo. Ah! Esqueci de dizer que minha barriga tem uma cicatriz enorme na vertical, ou seja, de cima para baixo. Ah! também perdi meu umbigo durante a cirurgia mas meu médico prometeu que me devolve ele assim que possível, provavelmente quando ele fizer a reversão da minha bolsa de ileo. Meu caso é reversível, graças a Deus!
Mas o ser humano é muito adaptável, aprendemos a viver do jeito que for, essa é a grande jogada, o grande mistério da vida! Quando achamos que estamos derrotados, surge uma força lá de dentro que te levanta e te joga pra cima.
Hoje, quase 2 meses da minha cirurgia, que foi um sucesso, estou me sentindo muito bem! Minha primeira sessão de quimioterapia foi na semana passada (por isso ainda tenho cabelos) e sai da sessão saltitante, forte como um touro, com uma fome de leão, sem nenhum sintoma ruim que muita gente me disse que teria.
No último dia 14 foi meu aniversário, ganhei da minha mãe o livro da Flavia Flores, Quimioterapia e Beleza. Já tinha baixado ele no meu celular e lido quase todo, só ficou o finalzinho que acabei lendo no mesmo dia 14. E lá no finalzinho tinha uma ideia genial que a Flavia propôs, um chá de lenço. No Outro dia na escola, conversando com algumas amigas perguntei o que elas achavam da ideia de eu fazer um chá de lenço? Todas amaram, uma já ofereceu o salão de festas do prédio dela, outra disse que cada uma levava um doce ou salgado e assim foi começando.
Criei o evento no facebook e a aceitação foi imediata, mais de 60 confirmações. A festa foi incrível, de chá só tinha o nome pois rolou muito espumante e vinho. Nunca nos divertimos tanto, eu via em cada rosto das minhas amigas a felicidade de estar ali naquele momento tão especial, tão único. Por aqui em Porto Alegre acho que nunca tinha acontecido um chá de lenço. Foi um bafo!!!!
Ganhei lenço para usar durante todo meu tratamento sem repetir, depois que ficar curada quero doar meus lenços para quem precisar, são todos lindos e serão uteis a muitas cabecinhas.
Cristiane G. da Luz

Cristiane 3
Cristiane 2

Comentários

comentário

2 Respostas

  1. mariclai xavier

    Guerreira já é uma vencedora estou torcendo por ti que Deus, te abençoe e que você possa dar muitas risadas de tudo isso.

  2. Dida

    Que guria incrível, cada palavra que nos prende e faz o arroz queimar… Te amo e tenho o maior orgulho de vc!
    Fé e força em tudo que desejamos!

Deixe um comentário